Home   |    Mapa do site
Logomarca MeiaPonte.Org
Parceiros



TAGS
Notícias
Home > Notícias > Leitura de Notícia
Tamanho do texto: A- A+

25/05/10 - Goiás está na lista de emergência ambiental.

Goiás está na lista de emergência ambiental. São 14 estados nessa situação. Por isso, a Operação Cerrado Vivo 2010 foi antecipada e tem como foco o trabalho preventivo. Os bombeiros pretendem conscientizar a população a respeito dos riscos das queimadas.

Fonte: AGECOM - Agência Goiana de Comunicação


Neste ano, Goiás passou a fazer parte da lista de estados em situação de emergência ambiental, de acordo com o Corpo de Bombeiros. Uma portaria publicada pelo Ministério do Meio Ambiente no Diário Oficial da União em abril relacionou 14 estados onde as queimadas serão mais frequentes a partir deste mês, quando o tempo fica mais seco e se intensificam os focos de calor.

A inclusão de Goiás na lista objetiva reforçar o combate a esses focos. O Corpo de Bombeiros esteve presente em diversas reuniões no Ministério para traçar ações contra as queimadas. Estão em situação de emergência ambiental, além de Goiás, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Piauí, Rondônia, Roraima e Tocantins.

Entre os meses de maio e novembro não é apenas a população goiana que sofre com a baixa umidade do ar. A vegetação e os animais também enfrentam um período de muitas queimadas. No período chuvoso, a alta umidade do ar forma uma camada natural que protege a vegetação e na época da seca essa proteção acaba. O foco da Operação Cerrado Vivo 2010, lançada nesta quinta-feira, vai ser mais uma vez o trabalho preventivo. O Corpo de Bombeiros alerta que é preciso conscientizar a população goiana do risco de provocar queimadas.

Queimadas
Em menor escala do que no passado ainda se pratica a queimada para a preparação do solo em função de atividades agrícolas e pecuárias, como plantios ou formação de pastagens. O Corpo de Bombeiros lembra que uma queimada pode desencadear tragédias, de forma que é preciso desestimular essa prática com o maior rigor, recorrendo-se, quando for possível, a formas duras de punição. A Corporação pretende estreitar ainda mais a relação com os produtores rurais, em especial no interior de Goiás, realizando palestras sobre os riscos da prática.

As queimadas também levam riscos às rodovias, pois as labaredas ou fumaça penetram nas pistas. A imprudências, como o lançamento de tocos de cigarro junto às rodovias, também têm de ser banidas em definitivo porque continuam provocando incêndios. Equipes do Corpo de Bombeiros em todo o Estado, em parceria com as policias Rodoviárias Federal e Estadual, estão prontas para orientar a realização de aceiros e queimadas controladas nas margens das rodovias e nos parques ambientais para evitar a ocorrência dos grandes incêndios.

Nas próximas semanas, os bombeiros vão realizar oficinas de Confecção de Abafadores. Os equipamentos produzidos serão empregados pelas Unidades Operacionais do Corpo de Bombeiros Militar no combate aos incêndios em vegetação nos diversos parques e áreas de Proteção Ambiental do Estado. Os abafadores servirão para reforçar operacionalmente os quartéis da corporação, por se se tratar de uma ferramenta essencial para o combate direto às chamas, além de proporcionar economia aos cofres públicos.
Mais informações: (62) 3201-2030



Comentários



Mais notícias

 

   


O conteúdo deste site é publicado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 2.5. Brasil.
A reprodução dos textos é livre, desde que citada a fonte e o autor.

Produzido por www.alicom.com.br

* Todos os campos,com exceção da mensagem,são obrigatórios

Goiás está na lista de emergência ambiental.

Goiás está na lista de emergência ambiental. São 14 estados nessa situação. Por isso, a Operação Cerrado Vivo 2010 foi antecipada e tem como foco o trabalho preventivo. Os bombeiros pretendem conscientizar a população a respeito dos riscos das queimadas.

Por AGECOM - Agência Goiana de Comunicação


Neste ano, Goiás passou a fazer parte da lista de estados em situação de emergência ambiental, de acordo com o Corpo de Bombeiros. Uma portaria publicada pelo Ministério do Meio Ambiente no Diário Oficial da União em abril relacionou 14 estados onde as queimadas serão mais frequentes a partir deste mês, quando o tempo fica mais seco e se intensificam os focos de calor.

A inclusão de Goiás na lista objetiva reforçar o combate a esses focos. O Corpo de Bombeiros esteve presente em diversas reuniões no Ministério para traçar ações contra as queimadas. Estão em situação de emergência ambiental, além de Goiás, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Piauí, Rondônia, Roraima e Tocantins.

Entre os meses de maio e novembro não é apenas a população goiana que sofre com a baixa umidade do ar. A vegetação e os animais também enfrentam um período de muitas queimadas. No período chuvoso, a alta umidade do ar forma uma camada natural que protege a vegetação e na época da seca essa proteção acaba. O foco da Operação Cerrado Vivo 2010, lançada nesta quinta-feira, vai ser mais uma vez o trabalho preventivo. O Corpo de Bombeiros alerta que é preciso conscientizar a população goiana do risco de provocar queimadas.

Queimadas
Em menor escala do que no passado ainda se pratica a queimada para a preparação do solo em função de atividades agrícolas e pecuárias, como plantios ou formação de pastagens. O Corpo de Bombeiros lembra que uma queimada pode desencadear tragédias, de forma que é preciso desestimular essa prática com o maior rigor, recorrendo-se, quando for possível, a formas duras de punição. A Corporação pretende estreitar ainda mais a relação com os produtores rurais, em especial no interior de Goiás, realizando palestras sobre os riscos da prática.

As queimadas também levam riscos às rodovias, pois as labaredas ou fumaça penetram nas pistas. A imprudências, como o lançamento de tocos de cigarro junto às rodovias, também têm de ser banidas em definitivo porque continuam provocando incêndios. Equipes do Corpo de Bombeiros em todo o Estado, em parceria com as policias Rodoviárias Federal e Estadual, estão prontas para orientar a realização de aceiros e queimadas controladas nas margens das rodovias e nos parques ambientais para evitar a ocorrência dos grandes incêndios.

Nas próximas semanas, os bombeiros vão realizar oficinas de Confecção de Abafadores. Os equipamentos produzidos serão empregados pelas Unidades Operacionais do Corpo de Bombeiros Militar no combate aos incêndios em vegetação nos diversos parques e áreas de Proteção Ambiental do Estado. Os abafadores servirão para reforçar operacionalmente os quartéis da corporação, por se se tratar de uma ferramenta essencial para o combate direto às chamas, além de proporcionar economia aos cofres públicos.
Mais informações: (62) 3201-2030

* Todos os campos são obrigatórios