Home   |    Mapa do site
Parceiros



TAGS
Notícias
Home > Notícias > Leitura de Notícia
Tamanho do texto: A- A+

10/02/10 - Consórcio quer garantir sustentabilidade do João Leite

Fonte: Ministério Público Estadual de Goiás

Será lançado oficialmente na próxima quinta-feira (11) o Consórcio Intermunicipal da Área de Preservação Ambiental (APA) do João Leite. Fruto de trabalho desenvolvido ao longo do ano de 2009, com apoio técnico do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Goiás (Crea-GO) e do Sebrae em Goiás, o grupo reúne os municípios de Campo Limpo, Goianápolis, Nerópolis, Ouro Verde e Terezópolis de Goiás.

O consórcio tem a finalidade de garantir a sustentabilidade da região por meio de uma efetiva participação das comunidades locais na gestão ambiental da APA, propiciando um desenvolvimento ambientalmente equilibrado e economicamente viável.
O prefeito de Terezópolis e presidente do consórcio, Uilton Pereira dos Santos, acredita que a unificação trará muitos benefícios às cidades, como na gestão pública, no tratamento da água, na adequação da economia local e nos investimentos públicos e privados para os municípios. “Juntos conseguiremos encontrar saída para várias questões, além de aumentar a renda e o emprego para nossa população”, afirma Uilton.

O consórcio estabeleceu alguns desafios. Um deles é atuar para promover a integração dos municípios, com a implementação de atividades para a conservação do meio ambiente. Outra meta é alcançar o desenvolvimento sustentável e a a gestão compartilhada da bacia hidrográfica do ribeirão João Leite.
Também foram colocados como desafios no projeto capacitar as lideranças políticas municipais, para disseminar e uniformizar conceitos e práticas voltados à gestão ambiental e de recursos hídricos, auxiliar no planejamento do uso do solo e saneamento regional e ajudar no desenvolvimento de políticas públicas voltadas à sustentabilidade da região.
Políticas integradas – O consórcio também quer trabalhar a comunicação e a conscientização ambiental da APA do João Leite e garantir a melhoria ambiental da região e a qualidade de vida da população.

Para 2010, o consórcio prevê a elaboração de políticas integradas entre os municípios, como a aprovação da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, a implantação do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN Verde) e outros tipos de incentivos fiscais para empresas não poluentes, a implantação dos programas municipais de coleta seletiva de lixo e a realização de cursos, capacitações e programas de neutralização de carbono nas festividades municipais. Está prevista, ainda, a inauguração da sede do consórcio para o dia 22 de março, Dia Mundial da Água.
Emiliano Godói, consultor do Sebrae e um dos idealizadores do projeto, prevê resultados positivos, como o desenvolvimento de ações de uso consciente da água, o uso racional de defensivos agrícolas, o levantamento dos destinos turísticos da região, a certificação de produtos orgânicos e o estabelecimento de corredores ecológicos.


Mais informações: (62) 3201-8905

(Fonte: Abrampa)

Fotos :



Comentários



Mais notícias

 

   


O conteúdo deste site é publicado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 2.5. Brasil.
A reprodução dos textos é livre, desde que citada a fonte e o autor.

Produzido por www.alicom.com.br

* Todos os campos,com exceção da mensagem,são obrigatórios

Consórcio quer garantir sustentabilidade do João Leite



Por Ministério Público Estadual de Goiás

Será lançado oficialmente na próxima quinta-feira (11) o Consórcio Intermunicipal da Área de Preservação Ambiental (APA) do João Leite. Fruto de trabalho desenvolvido ao longo do ano de 2009, com apoio técnico do Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Goiás (Crea-GO) e do Sebrae em Goiás, o grupo reúne os municípios de Campo Limpo, Goianápolis, Nerópolis, Ouro Verde e Terezópolis de Goiás.

O consórcio tem a finalidade de garantir a sustentabilidade da região por meio de uma efetiva participação das comunidades locais na gestão ambiental da APA, propiciando um desenvolvimento ambientalmente equilibrado e economicamente viável.
O prefeito de Terezópolis e presidente do consórcio, Uilton Pereira dos Santos, acredita que a unificação trará muitos benefícios às cidades, como na gestão pública, no tratamento da água, na adequação da economia local e nos investimentos públicos e privados para os municípios. “Juntos conseguiremos encontrar saída para várias questões, além de aumentar a renda e o emprego para nossa população”, afirma Uilton.

O consórcio estabeleceu alguns desafios. Um deles é atuar para promover a integração dos municípios, com a implementação de atividades para a conservação do meio ambiente. Outra meta é alcançar o desenvolvimento sustentável e a a gestão compartilhada da bacia hidrográfica do ribeirão João Leite.
Também foram colocados como desafios no projeto capacitar as lideranças políticas municipais, para disseminar e uniformizar conceitos e práticas voltados à gestão ambiental e de recursos hídricos, auxiliar no planejamento do uso do solo e saneamento regional e ajudar no desenvolvimento de políticas públicas voltadas à sustentabilidade da região.
Políticas integradas – O consórcio também quer trabalhar a comunicação e a conscientização ambiental da APA do João Leite e garantir a melhoria ambiental da região e a qualidade de vida da população.

Para 2010, o consórcio prevê a elaboração de políticas integradas entre os municípios, como a aprovação da Lei Geral das Micro e Pequenas Empresas, a implantação do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN Verde) e outros tipos de incentivos fiscais para empresas não poluentes, a implantação dos programas municipais de coleta seletiva de lixo e a realização de cursos, capacitações e programas de neutralização de carbono nas festividades municipais. Está prevista, ainda, a inauguração da sede do consórcio para o dia 22 de março, Dia Mundial da Água.
Emiliano Godói, consultor do Sebrae e um dos idealizadores do projeto, prevê resultados positivos, como o desenvolvimento de ações de uso consciente da água, o uso racional de defensivos agrícolas, o levantamento dos destinos turísticos da região, a certificação de produtos orgânicos e o estabelecimento de corredores ecológicos.


Mais informações: (62) 3201-8905

(Fonte: Abrampa)

* Todos os campos são obrigatórios