Home   |    Mapa do site
Parceiros


TAGS
Notícias
Home > Notícias > Leitura de Notícia
Tamanho do texto: A- A+

21/01/10 - Amma lança parque na região sudoeste de Goiânia

A Prefeitura de Goiânia por meio da Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma), lança as obras de implantação de um novo parque na região sudoeste da capital

Fonte: SNGER - Goiânia em Rede

A Prefeitura de Goiânia  por meio da Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma), em parceria com as construtoras Toctao Engenharia e Rossi Residencial, lança as obras de implantação do Parque Municipal entre as Avenidas Alpes e Milão na divisa dos setores Celina Park e Novo Horizonte, na Região Sudoeste de Goiânia, neste sábado, 23, às 8 horas. A solenidade acontecerá na esquina das Avenidas dos Alpes e Berlim, abaixo do Terminal das Bandeiras. O evento contará com a presença do prefeito Iris Rezende, secretários municipais, vereadores e outras autoridades.

A implantação desse Parque Municipal está inserida no mais audacioso projeto socioambiental brasileiro, o Programa Urbano Ambiental Macambira Anicuns – PUAMA o qual contempla ações na parte urbana dos vales do Córrego Macambira e do Ribeirão Anicuns. Isso porque o mais importante passo para a concretização do programa que revolucionará o espaço urbano da Capital foi dado quando o prefeito Iris Rezende e o representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no Brasil, José Luiz Lupo assinaram em setembro de 2009, a liberação de recursos que garantirão a reurbanização das regiões Sudoeste, Oeste e Norte de Goiânia.

A unidade de conservação conta com aproximadamente 75.000 m² de área e terá pista de caminhada, parque infantil, estação de ginástica, áreas de convivência, pontes, iluminação pública, bancos, mesas e coletores de lixo. A Amma também promoverá a recomposição florística e paisagística fazendo o plantio de mudas nativas do cerrado. O novo Parque beneficiará a população dos bairros Celina Park, Novo Horizonte, Jardim Europa, Residenciais Granville e Eldorado, Vila Luciana, Chácara Dona Gê, Veneza e outros setores da região.

Esta ação é de extrema importância por visar a recuperação ambiental das Áreas de Preservação Permanente no município, visto que estes espaços formam corredores ecológicos com outras áreas de preservação permanente, além de propiciar a recuperação da mata ciliar dos Córregos Macambira e Buriti, evitando processos erosivos e assoreamento de importantes mananciais da capital.

A recuperação da área verde é ainda mais urgente devido ao nível de degradação da cobertura vegetal, sendo uma das áreas mais sensíveis ao longo destes córregos. O novo parque terá importância ecológica considerável por desempenhar a manutenção da biodiversidade local e a recuperação da vegetação como amortecedor das chuvas, evitando o impacto direto sobre o solo e sua consequente compactação, contribuindo com a absorção das águas pluviais, diminuindo o escoamento superficial.

A obra de implantação do parque está sendo financiada pelas duas construtoras, em regime de compensação ambiental. Esse mecanismo financeiro tem o objetivo de compensar os efeitos de impactos ambientais não-mitigáveis. A compensação ambiental pode ser aplicada tanto no ato do licenciamento ambiental de um empreendimento ou atividade potencialmente poluidora, ou quando ocorre um dano ambiental efetivo. No caso, o responsável pelo empreendimento, atividade ou dano ambiental firma um termo de compromisso com a Amma, onde ele deverá financiar a implantação e a manutenção das unidades de conservação, destinando para tanto um valor que não seja inferior a 0,5% do custo total do empreendimento.

Em Goiânia, através dos recursos de compensação ambiental, a Amma já construiu diversos parques, como Bougainville, Fonte Nova e Cascavel. No caso das construtoras Toctao Engenharia e Rossi Residencial, a aplicação de recursos na implantação do Parque Municipal entre as Avenidas Alpes e Milão acontece como compensação ambiental pela construção do Ambient Park Residencial, um empreendimento que envolve quatro edifícios e que está sendo executado em frente a esta unidade de conservação.

Serviço


Assunto: Lançamento das obras de implantação do Parque Municipal entre as Avenidas Alpes e Milão, na divisa dos setores Celina Park e Novo Horizonte.
Data: 23 de janeiro
Horário: 8 horas
Local: Esquina das Avenidas dos Alpes e Berlim, abaixo do terminal das Bandeiras

Reportagem: Rachel Dourado

Fotos :



Comentários



Mais notícias

 

   


O conteúdo deste site é publicado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 2.5. Brasil.
A reprodução dos textos é livre, desde que citada a fonte e o autor.


* Todos os campos,com exceção da mensagem,são obrigatórios

Amma lança parque na região sudoeste de Goiânia

A Prefeitura de Goiânia por meio da Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma), lança as obras de implantação de um novo parque na região sudoeste da capital

Por SNGER - Goiânia em Rede

A Prefeitura de Goiânia  por meio da Agência Municipal do Meio Ambiente (Amma), em parceria com as construtoras Toctao Engenharia e Rossi Residencial, lança as obras de implantação do Parque Municipal entre as Avenidas Alpes e Milão na divisa dos setores Celina Park e Novo Horizonte, na Região Sudoeste de Goiânia, neste sábado, 23, às 8 horas. A solenidade acontecerá na esquina das Avenidas dos Alpes e Berlim, abaixo do Terminal das Bandeiras. O evento contará com a presença do prefeito Iris Rezende, secretários municipais, vereadores e outras autoridades.

A implantação desse Parque Municipal está inserida no mais audacioso projeto socioambiental brasileiro, o Programa Urbano Ambiental Macambira Anicuns – PUAMA o qual contempla ações na parte urbana dos vales do Córrego Macambira e do Ribeirão Anicuns. Isso porque o mais importante passo para a concretização do programa que revolucionará o espaço urbano da Capital foi dado quando o prefeito Iris Rezende e o representante do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) no Brasil, José Luiz Lupo assinaram em setembro de 2009, a liberação de recursos que garantirão a reurbanização das regiões Sudoeste, Oeste e Norte de Goiânia.

A unidade de conservação conta com aproximadamente 75.000 m² de área e terá pista de caminhada, parque infantil, estação de ginástica, áreas de convivência, pontes, iluminação pública, bancos, mesas e coletores de lixo. A Amma também promoverá a recomposição florística e paisagística fazendo o plantio de mudas nativas do cerrado. O novo Parque beneficiará a população dos bairros Celina Park, Novo Horizonte, Jardim Europa, Residenciais Granville e Eldorado, Vila Luciana, Chácara Dona Gê, Veneza e outros setores da região.

Esta ação é de extrema importância por visar a recuperação ambiental das Áreas de Preservação Permanente no município, visto que estes espaços formam corredores ecológicos com outras áreas de preservação permanente, além de propiciar a recuperação da mata ciliar dos Córregos Macambira e Buriti, evitando processos erosivos e assoreamento de importantes mananciais da capital.

A recuperação da área verde é ainda mais urgente devido ao nível de degradação da cobertura vegetal, sendo uma das áreas mais sensíveis ao longo destes córregos. O novo parque terá importância ecológica considerável por desempenhar a manutenção da biodiversidade local e a recuperação da vegetação como amortecedor das chuvas, evitando o impacto direto sobre o solo e sua consequente compactação, contribuindo com a absorção das águas pluviais, diminuindo o escoamento superficial.

A obra de implantação do parque está sendo financiada pelas duas construtoras, em regime de compensação ambiental. Esse mecanismo financeiro tem o objetivo de compensar os efeitos de impactos ambientais não-mitigáveis. A compensação ambiental pode ser aplicada tanto no ato do licenciamento ambiental de um empreendimento ou atividade potencialmente poluidora, ou quando ocorre um dano ambiental efetivo. No caso, o responsável pelo empreendimento, atividade ou dano ambiental firma um termo de compromisso com a Amma, onde ele deverá financiar a implantação e a manutenção das unidades de conservação, destinando para tanto um valor que não seja inferior a 0,5% do custo total do empreendimento.

Em Goiânia, através dos recursos de compensação ambiental, a Amma já construiu diversos parques, como Bougainville, Fonte Nova e Cascavel. No caso das construtoras Toctao Engenharia e Rossi Residencial, a aplicação de recursos na implantação do Parque Municipal entre as Avenidas Alpes e Milão acontece como compensação ambiental pela construção do Ambient Park Residencial, um empreendimento que envolve quatro edifícios e que está sendo executado em frente a esta unidade de conservação.

Serviço


Assunto: Lançamento das obras de implantação do Parque Municipal entre as Avenidas Alpes e Milão, na divisa dos setores Celina Park e Novo Horizonte.
Data: 23 de janeiro
Horário: 8 horas
Local: Esquina das Avenidas dos Alpes e Berlim, abaixo do terminal das Bandeiras

Reportagem: Rachel Dourado

* Todos os campos são obrigatórios