Home   |    Mapa do site
Logomarca MeiaPonte.Org
Parceiros



Dicas
Home > Municípios > Detalhes
Tamanho do texto: A- A+

A Cidade :

A idéia do povoado, hoje município emancipado, surgiu em conseqüência de desentendimento na criação de um patrimônio em terrenos de propriedade de D. Maria Furtado da Silva, por iniciativa de Manoel Rodrigues da Silva.

Achando que o lugar não era próprio e que a formação do lugarejo viria prejudicar as servidões de um grande número de habitantes do local, Atanázio Ferreira da Cunha, acompanhado de José Rodrigues de Morais, Pedro Ciríaco Dias (Pedro Belo), Sebastião Martins da Silva e Geraldo Moisés, dirigiram-se para a fazenda São João e ai iniciaram um povoado a que denominaram São João.

A primeira casa construída foi a de Atanázio Ferreira da Cunha, em 8 de novembro de 1941. Daí por diante as construções sucederam-se da a exuberância e fertilidade do solo propício à lavoura. O território municipal, desmembrado do de Pontalina, foi povoado exclusivamente por nacionais. O primeiro nome do lugarejo que se iniciava foi de São João, em razão da fazenda na qual se originou. Por iniciativa de Atanázio Ferreira da Cunha, foi o nome mudado para Itambé, de origem tupi, significando despenhadeiro. O nome foi sugerido e aceito, em virtude da existência, na região, de uma queda d’água entre as serras conhecida como Itambé. Mais tarde, por influência do jornalista João G. Chaves, diretor do jornal “O Buriti”, o nome foi mudado para “Aloândia”, que segundo o referido jornalista significa “saudação à luz”.

Até 1948 a localidade constitui um povoado do Município de Pontalina. Por iniciativa de seus fundadores, tendo à frente Atanázio, a Câmara Municipal de Pontalina, pela Lei n. 7, de 11 de novembro de 1948 (por esse motivo a avenida principal da cidade se chama 11 DE NOVEMBRO), elevou o povoado à categoria de distrito, verificando-se sua instalação em 1 de janeiro de 1949, sendo o primeiro sub prefeito o Sr. Lupércio Martins Pereira. Pela Lei Estadual que tomou o n. 732, datada de 17 de junho de 1953, tornou-se município, dando-se a instalação em 1 de janeiro de 1954. Foi seu primeiro prefeito, nomeado pelo Governo Estadual, o senhor Placídio Fernandes Toledo – o primeiro prefeito eleito pelo voto popular, o senhor João Barbosa Vasconcelos.

O município de Aloândia está situado na zona fisiográfica do Meia Ponte, ao sul do Estado, sendo as suas terras banhadas a leste pelo rio Meia Ponte.

Fonte: http://goiania-goias.blogspot.com

Estatísticas :

Ano de Emancipação: 1953

Microrregião: Meia Ponte

Mesorregião: Sul Goiano

Altitude da Sede: 672 m

Distância à Capital: 119,0078 Km

Área Territorial: 102 km²

Bioma: Cerrado

Estimativa de população em 2009: 2.118

Fonte: Atlas de Desenvolvimento Humano/PNUD e IBGE

Turismo :

Ponto Turistico: Cachoeira Itambé

Distante 150Km de Goiânia no município de Aloândia. Com cerca de 50 metros de altura, a cachoeira Itambé é ideal para a prática de rappel, pois seus pontos de ancoragem são bem firmes e o visual é de extrema beleza.

Ponto Turistico: Rio Meia Ponte

O rio é uma ótima opção de lazer principalmente na época de estiagem, a partir do mês de Junho, quando o Meia ponte está com suas águas mais limpas, quase transparentes e exibe suas belas corredeiras e ilhas que formam um cenário exuberante.

Curiosidades :

Em breve

Imagens :

A



 

   


O conteúdo deste site é publicado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 2.5. Brasil.
A reprodução dos textos é livre, desde que citada a fonte e o autor.

Produzido por


* Todos os campos,com exceção da mensagem,são obrigatórios





Por