Home   |    Mapa do site
Logomarca MeiaPonte.Org
Parceiros



Expedições
Home >Expedições
Tamanho do texto: A- A+

O rio Meia Ponte depois de Goiânia.

Escrito por: Ernesto Augustus - MeiaPonte.Org
Em: 23/09/10

Certeza que poucos já fizeram essa pergunta, de como seria o rio após Goiânia. Na verdade a maioria não se preocupa nem mesmo em ver o rio aqui em Goiânia, já comprovei em perguntas que fiz para platéias onde discursei ou dei palestra. Na verdade tem pessoas daqui que nem sabem que bebem a água do rio Meia Ponte, tratada logicamente. Talvez se conhecessem o rio mais a frente, depois de ter passado por Goiânia, o conceito mudaria, pois o rio se transforma, volta a ser limpo e promove belas paisagens. Vou começar comparando duas imagens, uma do rio aqui em Goiânia e logo em seguida o seu tamanho próximo a foz.



A primeira imagem que temos do rio, visto do satélite é a do encontro com o ribeirão Anicuns, perceba que o rio nesse ponto tem apenas 20 metros de largura. Essa é a largura do rio em quase todo o seu percurso pela região metropolitana de Goiânia.  Circulei de azul a elevação desse ponto. Cerca de 699 m acima do nível do mar. Notaremos na próxima imagem o quanto o percurso do Meia Ponte é acidentado, favorecendo as belas paisagens com corredeiras e cachoeiras.



Nesse ponto a maior largura do rio é de 170 metros. Fiz uma comparação do tamanho desse ponto com a sede da fazenda, percebam o tamanho do rio comparado aos 20 metros de largura em Goiânia, são 150 metros a mais!! Veja agora a elevação, já está em 413 metros, veja o quanto o rio foi descendo. Abaixo publico uma imagem do rio no município de Pontalina, além de ser uma imagem de tirar o fôlego, para quem está lá é claro, a largura de apenas umas da corredeiras é quase da largura do rio em Goiânia! No caso abaixo o ponto selecionado tem 10 metros.



Na imagem abaixo, fiz uma medição um pouco antes das corredeiras, a largura e de 100 metros. E pensar que já passei nesse ponto de caiaque, pena que o rio estava muito cheio e não teve como ver essas maravilhas.



Abaixo está a imagem exatamente do ponto que mostrei nas fotos acima. A foto foi tirada no cair da noite e por isso ficou com uma aparêncio meio envelhecida. Esse ponto do rio é espetacular e só pode ser visto entre Junho e Setembro, quando o rio está mais baixo.


Publico abaixo mais uma imagem de corredeiras no rio, enormes por sinal, estando o rio com o nível mais baixo, suas águas ficam verdes e bem transparentes, em certos pontos você vê o fundo tranquilamente, mesmo quando se aprofunda. Fiz algumas desenhos comparando o tamanho da sede da fazenda com as corredeiras, o vermelho a comparação total, em amarelo, apenas uma casa, e em azul o curral. Também coloquei a largura um pouco antes da corredeira, que chega a ter 70 metros.
 


E para finalizar, abaixo está a foto do amigo Castilho no meio do turbilhão depois de uma das muitas corredeiras do rio, "Yes We Can!", a água estava ótima, esse é o rio depois de Goiânia, a poluição ficou pra trás!



Sem palavras!



Corredeiras e cachoeiras encantam nas 7 ilhas!


 

   


O conteúdo deste site é publicado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 2.5. Brasil.
A reprodução dos textos é livre, desde que citada a fonte e o autor.

Produzido por www.alicom.com.br

* Todos os campos são obrigatórios